Indisciplina: Erro 1 – Disciplinar toda a sala de uma só vez

Indisciplina Erro 1 - Disciplinar toda a sala de uma só vez - SOS ProfessorNo artigo anterior enumerei os 5 erros que os Professores, consciente e até inconscientemente, cometem e que acabam potencializando a indisciplina na sala de aula.

Alerto novamente que, as causas da indisciplina dentro da Escola são várias tais como: Família, Gestor, Governo, a Mídia, etc, etc., porém não serão objetivo deste artigo no momento.

Já disse em outros momentos que dentre todos esses “personagens” o único que temos controle é sobre o NOSSO comportamento. Assim será muito mais inteligente e menos penoso fazer os ajustes que forem necessários nos nossos comportamentos, que ficar dando murro em ponta de faca tentando mudar os comportamentos das outras pessoas.

Mas, vamos ao Erro no. 1 que eu cometia que era: Disciplinar toda a sala de uma só vez. Nos meus dias de Faculdade haviam dito que ao entrar na sala de aula eu deveria mostrar respeito, que ao fazer isso, em contrapartida os alunos também teriam respeito por mim.

Era mais ou menos assim: “ Entre na sala de aula e diga a todos que você exige respeito e silêncio “ . Nisso se resumia o ensino de “gerenciamento da sala de aula” na Faculdade. Logo descobri a precariedade desse “ sistema” quando comecei a dar aulas.

A luta era inglória: de uma lado a Professora recém formada (eu) e do outro 40 alunos com 15 anos de “praia” cada um com vasta experiência em tumultuar a sala de aula. Quem vocês acham que vencia todo o tempo ?????

Lá estava eu gritando o tempo todo “fiquem quietos”, no começo até ficavam por 5 segundos, depois começavam tudo novamente. A pergunta aqui é: “ Será que eles não me ouviam ? “ . Claro que eles ouviam.

E mesmo assim eu ficava o ano inteiro tentando disciplinar a sala toda de uma só vez. Você já deve ter assistido algum filme de ação onde chega um momento em que o mocinho tem de lutar com 15 pessoas, e se você reparar bem, ele não luta com os 15 de uma só vez, e sim com UM de cada vez.
Agora pense por um minuto, se o mocinho luta com um por vez, porque você acha que conseguirá disciplinar toda a sala de uma só vez? A resposta é: você não conseguirá !!

Dica no. 1) Eles obedecem não é porque você FALA para ficarem quietos

Eles obedecem porque você toma uma AÇÃO e com isso eles recebem uma CONSEQUÊNCIA.

O que deve ser feito é, pegar um aluno, isso mesmo, apenas um aluno de cada vez. Voltando a luta do mocinho no filme você observará que sempre que ele começa a luta, e já derrota os 5 primeiros, os demais sabendo que serão derrotados, desistem e…..fogem…

A analogia com o mocinho é para que fique claro que, uma vez que você neutraliza alguns alunos, o restante da turma desistirá da bagunça com temor das conseqüências.

Frente a uma situação de indisciplina sempre pense da seguinte forma: “ Qual ação poderei tomar aqui”, ao invés de “ o que eu digo para esse aluno”. Pois não se trata do que dizer, mas do que fazer.

Dizer para o aluno: “ Atila, já mandei você ficar quieto senão você vai ver…?!” . Vai ver o quê? Na verdade você precisa impor ao Atila uma conseqüência que ele de fato sinta, e que o restante da classe pense “ eu não queria estar no lugar dele “.

Lembra que falei anteriormente em você escolher um dos alunos que estiver fazendo a bagunça, ou ocasionando o tumulto na sala ? Mas qual deles ? Aqui vai um pequeno exercício para você treinar ? Escolha uma das opções:

a) escolher a aluna quieta que está estudando lá no fundo da sala, pois será mais fácil lidar com ela
b) escolher o aluno mais falante da turma
c) escolher aleatoriamente qualquer aluno
d) escolher o aluno que sempre provoca e lidera a confusão

A opção correta é a ‘D’; afinal ao neutralizar o líder, os demais estarão sem direção e poderão ser liderados pelo Professor.

Aborde esse aluno calmamente com uma voz firme, e os outros alunos logo darão atenção a situação ficando quietos e atentos, pois o que eles estão esperando é ver quem vai ganhar esse embate. Assim, você caminhará até o Atila e já deverá ter traçado a conseqüência que fará o Atila tremer. A chave aqui é que a conseqüência tem de ter um peso que incomode o aluno. Quando a classe vê o que acontecerá ao Atila, os ânimos logo se acalmam.

Alertando: quando uma situação ocorrer na sua sala de aula, detecte sempre o líder, aquele em que os outros sempre seguem. Aposto que você já até sabe quem são eles na sua sala de aula.

Com certeza o Atila, furioso, lhe fará perguntas do tipo : “ Porque eu ? O que foi que eu fiz ? “ . Você simplesmente ignorará qualquer tipo de protesto, pois a pior coisa a fazer é bater boca com aluno (isso veremos no Erro no. 2).

Dica no. 2) Dividir para Somar

Aprendi que quando eu disciplinava a sala inteira, dando advertência ou suspendendo todos de uma vez, eu fortalecia o senso de grupo que os alunos tinham entre si. Eles eram um grupo, e eu era o inimigo. Lembra o lema dos “3 Mosqueteiros” , “um por todos e todos por um “. Eu os fazia sentir que faziam parte de algo maior.

Assim a saída encontrada foi dividir o grupo, provocar uma rachadura, isolar o líder. Ao fazer isso o grupo “órfão” do líder precisava ser acolhido, mas agora pelo Professor.

Por isso, se amanhã, os “Atilas” da sua sala insurgirem com desrespeito e indisciplina, não tente discipliná-los todos de uma só vez. Isole primeiro o líder, e depois isole o próximo, se for necessário.

Veja que apenas fazendo ajustes na maneira de como você lida com essas situações já fará uma enorme diferença na qualidade das suas aulas e no rendimento do seu tempo. Comente no blog os resultados que você conseguiu com esses ajustes.

Recurso para o Coordenador Pedagógico:

Videos com dicas para a elaboração do Planejamento Escolar Anual – Clicar AQUI

botao-anteriorbotao-proximo

Roseli Brito: Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional, Neuroeducadora e Coach.

73 Comentários

  • Rita Batista

    Quero te agradecer pelas dicas, pode ter certeza que ajudam bastante.
    Te desejo um Bom Natal, cheio de paz e harmonia.
    Mais uma vez obrigada.

  • Claudiana

    Essas dicas são muito importantes, pois nos auxiliam em nossa rotina na sala de aula.Elas nos fazem refletir sobre nossa forma de lidar com esse problema que é a indisciplina.

  • noélia

    Amei as dicas.Vou utilizar na escola onde trabalho para amenizar a indisciplina na sala de aula.

  • ORT~ENCIA MACIEL

    Adoro a linguagem utilizada e a transformação de suas experiências em forma de dicas.
    Vou levar para nosso planejamento quinzenal e divulgarei o site com os colegas professores.

  • Dulce Maria Martin da Silva

    A dificuldade de disciplinar os alunos na realidade que estamos vivenciando, é um grande desafio, é preciso entender que esse domínio depende de uma construção e entendimento que vai muito além do ensinar e aprender,mas de como fazê-lo, os procedimentos metodológicos são e devem ser variados e planejados, de acordo com as necessidades, portanto as dicas apresentadas são muito bem vindas.

  • Aislane

    Adorei as dicas mas até hoje não consegui disciplina total tem duas salas terriveis tenho medo de enfrenta-los são muito sem limites e mal educados.

  • Celia Cavalcante Barreto

    As dicas são maravilhosas. É sempre bom tentar novas formas de gerenciar a sala de aula. Não é fácil conseguir tal proeza. Nem sempre funciona, mas nesta luta tudo é válido para se conseguir uma sala de aula com atividades produtivas.
    Celia Barreto

  • Simone da Silva Bráz

    Essas dicas realmente são ótimas, o professor jamais deve bater boca com o aluno pois um aluno critando hoje é quase normal mais um professor todos vão falar. O aluno precisa respeitar o professor e até admirar e começar a ve-lo como o líder e assim perceber qual é o seu lugar e os reais motivos que o trouxe para sala de aula, o de estudar e aprender.

  • ana

    Concordo com amiga,na teoria é muito lindo,mas na pratica!!!! Mas como disciplinar o Atila?Passar cópia?Deixar depois da hora?Qual a sugestão??/

  • Eugênia

    Olá

    Sou prof da educação infantil 1º periodo, escola particular,confesso meu desespero com 04(quatro) crianças, todos meninos, cospem e batem uns nos outros, faço rodinha diariamente, refaço combinados e cumpro- consequencia “ficar sem ´parquinho”, não tem surgido efeito, todos os dias são sempre os mesmos, alguem tem alguma sugestão?

  • Maria Rosalva dos Santos

    Gosto muito de dicas , isolar o líder mostra uma alternativa boa ,mas como isolar ? Sempre o líder é aquele que manipula os outros e tem muitas estratégias de dar a volta por cima e está sempre armando mais para a próxima aula . Cada dia enfrentar essa batalha é desgastante.

  • Maria so Socorro

    Muito importante as abordagens sobre Indisciplina feitas no artigo. Parabenizo-te pelo apoio e dizer que, utilizei varias informações na oficina do dia pedagógico que se tratava exatamente da Indisciplina.

  • Rosimeire

    Achei interessante isolar os líderes dos grupos que causam indisciplinas, mas qual ação tomar não posso colocar os alunos todos os dias para fora da sala, quando dou ocorrencia para levar para os pais eles riem e dissem que isso não faz efeito mais. A direção sempre diz que a indisciplina é problema meu e eu que tenho que resolver a situação.

  • Raimunda

    Acredito que cada professor deve ter uma realidade diferente,com certeza,pois cada grupo de aluno é diferente do outro,cada um tem característica própria,de acordo com o ambiente,grupo social que frequentam,clima,região,e até a família mesmo.Dessa forma as estratégias que usamos com uns e dão certo pode não funcionar com outros,sendo necessário estar buscando alternativas que se adequem a cada um.Infelizmente não existem leis que protejam e amparem os profissionais da área em sala de aula.O aluno não respeita mais professor,desafia e constrange-o na sala de aula e pronto.Mas por quê será que isso vem se repetindo constantemente? Quem será que fracassou? Os professores? ou os pais que estão transmitindo suas responsabilidades para os professores resolverem em sala de aula? O professor não é delegado! Não é advogado! Não é juiz! Não é babá! Não é psicólogo! Não é médico! E NEM TÃO POUCO PAI E MÃE desses ALUNOS,embora faça tudo isso ao mesmo tempo mesmo não querendo. E o que há de errado em SER PROFESSOR!!!!!!!!!!! Será talvez por não existir um “C R P” (Conselho Regional de Pedagogia)!!!!!!!!!!!!!!!Então que criem quem sabe assim sejamos mais respeitados como as outras classes…

  • Raimunda

    Gostei muito do artigo,a idéia é maravilhosa.

  • Dirce Nunes

    Ola! Me desculpe, mas tenho que concordar com alguns comentários aqui do site: Qual seria a atitude punidora? Não temos nenhuma opção!!A coordenação e a direção querem sossego e estatísticas, ninguém está interessado em colaborar com assuntos de indisciplina, a sala de aula é problema do professor:FECHE A PORTA E SE VIRE! Ou aceite o rótulo de INCAPAZ! E olha que os próprios colegas de profissão que FINGEM que sua sala é 100% lançam seus comentários MALDOSOS ao pobre desgraçado! E aí fica o pedido: Nos fale sobre quais atitudes temos o DIREITO de tomar! Essa história de que cada professor cria suas regrinhas como: Você vai ficar sem intervalo! Vou chamar sua MÃE! Vou te mandar pra diretoria! E tantas outras baboseiras de nada servem, afinal todos os alunos mesmo não sabendo ler conhecem o E.C.A muito bem!

  • MArli

    Acredito totalmente na dica dada. O ponto é exatamente a consequência. O que se pode fazer? Que sanção aplicar aos alunos? Isso é que deve ser abordado mais concretamente.
    Abraços!!
    Marli

  • Tereza Crristina

    É O QUE FAZER EM RELAÇÃO AO ALUNO? POIS A ATIDUDE DO PROFESSOR TEM QUE SER ENERGICA,FIRME COMO VOCE FALOU,O QUE SERIA? TIRAR PONTO DO QUALITATIVO,,SUSPENDER,MANDAR CHAMAR O responsável ou tirar o recreio dele?

  • perciliana

    Foi muito rico esse artigo.
    Pois será útil ao meu trabalho.
    Agadeço pela dica.

  • Salete

    Obrigada.
    As dicas são boas eu já estou executando.

  • Maria do Carmo

    O caminho está lançado,basta o professor querer colocar na prática o que é oferecido como estrátegia.Encurtar a distância que há entre o que falamos e o que fazemos será o melhor remédio.

  • carmela

    Geraldo Panruza, voce e um professor honesto e concordo com suas palavras em genero numero grau.

  • Bete Neves

    A dica é que todos na escola devem acreditar na mesma coisa e combinar as mesmas ações. Para isto a escola tem que ter uma unidade na construção da sua identidade enquanto instituição de ensino, e a formação desta identidade passa pelo diálogo entre todos da escola.
    Grata
    Bete Neves

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *