Problemas de comportamento: os 5 passos da disciplina

problemasdecomportamentoOs problemas de comportamento vem em uma variedade de formas, desde a interrupção de uma lição  até a agressão verbal e física. Do Ensino Infantil até o Ensino Médio, o comportamento disciplinar dos alunos é, sem sombra de dúvida a parte mais difícil do trabalho do professor. 

É inquestionável que os alunos vem para a escola com uma série  de desafios de ordem emocional para darem conta, o que faz com que os problemas de comportamento pareçam complexos e difíceis de corrigir.

No entanto, problemas de comportamento e intervenções apropriadas podem facilmente ser descobertas quando a função do comportamento apresentado pelo aluno é explorado mais detalhadamente pelo professor.

Siga os  cinco passos abaixo e você ganhará uma enorme clareza sobre  os problemas de comportamento bem como das intervenções que poderá utilizar na sua sala de aula.

Tarefa Prática:  Antes de ler as etapas abaixo, escolher um exemplo de caso de sua classe de um aluno com problemas de comportamento. Enquanto você lê este artigo, passe por cada uma das etapas analisando o seu aluno indisciplinado.

Passo 1: Faça uma lista de problemas de comportamento do aluno. Seja o mais objetiva e concreta  quanto for  possível sobre a descrição desses comportamentos.

Exemplo:

. Faça uma lista de coisas que  são observáveis: (ex: João arrota durante a aula)

. Não listar coisas que são de ordem emocional ou que não sejam observáveis (ex: João  é irritante)

Passo 2: Escolha um ou dois comportamentos alvo (que  você deseja corrigir) e a freqüência (quantas vezes) em que ocorrem. Use o seu exemplo que foi previamente escolhido na tarefa prática acima.

Olhe para a sua lista e selecione APENAS 1 ou 2 comportamentos alvo; aqueles que interferem mais  para a aprendizagem do aluno ou do grupo.  

Alguns  alunos apresentarão  vários problemas de comportamento, porém, na gestão da disciplina abordaremos 1 ou 2 comportamentos por vez. 

Depois de ter selecionado os comportamentos, certifique-se que você descreveu de forma adequada  o problema conforme especificado no Passo 1 (o que você vê e ouve na sala de aula) e o Passo 2:  com que freqüência eles ocorrem (1 vez por semana, 3 vezes ao dia).

Os dados observáveis que foram levantados servirão como base para você medir, posteriormente, a melhoria dos comportamentos dos alunos.

Passo 3:  Levante e liste  todos os gatilhos que desencadeiam o problema de comportamento selecionado previamente.

Onde é que o comportamento do aluno ocorre?

• Na quadra de esportes?

• Na aula de Informática?

• No Ônibus escolar?

• Na sala de aula? 

Quando é que o comportamento do aluno ocorre?

•  De Manhã?

• Após o almoço?

• Durante todos as aulas, ou apenas em uma aula específica?

• Durante o trabalho em grupo?

• Durante as transições de uma aula para outra ?

• Sempre no início da Aula?

• Durante a execução das tarefas? 

Levante também se há alguém, e neste caso quem é, que o aluno apresenta dificuldades de relacionamento:

  • com os colegas de sala?
  • com os Professores ?
  • só com as meninas?
  • com a Coordenação ?
  • com o Professor de Educação Física?  Matemática? Língua Portuguesa? Etc?
  • só com os alunos mais fracos ou mais jovens ?

Passo 4: Levante e liste os  possíveis ganhos que os alunos obtém quando apresentam problemas de comportamento.

A questão  fundamental para a gestão da disciplina vem da teoria de que todo comportamento tem uma motivação por trás dele. Apesar dos problemas de comportamento parecerem diferentes, muitas vezes, os motivos por trás deles são um só.

Aqui estão algumas das motivações mais  comuns por trás de problemas de comportamento em sala de aula:

  • Para chamar a atenção de seus colegas
  • Para chamar a atenção dos adultos
  • Para pertencer a um grupo
  • Para obter uma recompensa tangível
  • Para evitar a realização de  um trabalho ou uma atividade indesejável
  • Para evitar o fracasso (por não tentar)
  • Para controlar e ganhar um sentido de poder (praticando bullying, ou  sendo desafiador)
  • Para auto-estimular (quando as atividades são mais lentas e o aluno está entediado)
  • Para obter o reconhecimento do grupo 

Depois de ter identificado um (ou mais) possíveis motivos para o comportamento em questão, descreva mais detalhadamente sobre as razões  que são específicas para aquele aluno. 

Por exemplo, se o aluno começa a arrotar toda vez que o grupo prepara-se para iniciar as lições e você acredita que esse aluno apresenta este problema de comportamento porque  pretende evitar fazer as lições, então descreva porque você acredita que há motivação em apresentar esse comportamento: será que é porque esse aluno tem dificuldades e ao iniciar a lição ele não saberá como executá-la?

Será que esse aluno por ter certa dificuldade fica envergonhado de pedir ajuda então ele adotou esse comportamento inadequado como uma forma de desviar a atenção do baixo desempenho acadêmico dele, para o gracejo que ele faz ?

Passo 5: Desenvolver uma estratégia para atender as necessidades que seu aluno está expressando através do comportamento apresentado.

Esta estratégia envolve ajudar os alunos a encontrarem novos comportamentos que satisfaçam as necessidades que estão sendo buscadas, ou pode envolver também o professor alterar sua abordagem de ensino e relacionamento com esses alunos objetivando levá-los a alcançar a realização dessas necessidades.

Aqui estão alguns exemplos de idéias de como fazer com que o próprio  problema de comportamento aponte qual  intervenção utilizar: 

• Se os problemas de  comportamento ajudam os alunos  a chamar sua atenção, instruí-los sobre os comportamentos adequados que podem usar para chamar sua atenção. Defina as  conseqüências para os problemas de comportamento inadequados e reforce os comportamentos esperados.

• Se o  problema de comportamento ajuda o aluno a esquivar-se da tarefa, porque a atividade é indesejável, então junto da tarefa acrescente  uma recompensa desejável (selecionado pelos alunos) de modo que os instigue a fazerem um esforço extra para obtê-la.

• Se o problema de comportamento ajuda o aluno a não realizar a tarefa (devido ao medo do fracasso), então ensine-o a ser  resiliente, motive-o a prosseguir mesmo perante os erros, celebre e reconheça seus avanços e realizações. No início aceite trabalhos e tarefas parcialmente concluídos.

• Se o problema de  comportamento ajuda o aluno  a chamar a sua atenção  (do professor), então utilize técnicas  para dar ao aluno mais atenção para o comportamento positivo e menos atenção para o problema de comportamento  (pratique a ignoração planejada).

• Se o problema de comportamento faz com que o aluno nunca execute nada dentro da sala de aula (por causa das suas dificuldades acadêmicas) então levante dentro da escola e fora dela, em quais programas de apoio, projetos, esse aluno poderá ser encaminhado de modo que possa ser auxiliado em suas defasagens.

• Se o problema de comportamento do seu aluno faz com que ele ganhe  uma sensação de poder, então canalize essa predisposição de liderança para que esse aluno possa alcançar esta mesma sensação executando atividades que sejam positivas e proveitosas para o grupo.

. Se o problema de comportamento auxilia o aluno a obter a atenção do grupo então possibilite outras formas em que ele possa obter esta atenção de forma dirigida e planejada por você e não mais por ele.

Passo 6: Grave a sua estratégia e os resultados!

Monitorar a freqüência dos comportamentos-alvo (e apenas os comportamentos-alvo). Eles podem não desaparecer completamente, mas se eles diminuem a freqüência, significa que  você está no caminho certo. 

Se isto não ocorrer em um curto espaço de tempo, então repita todo o processo (os 5 passos acima). Deixe o comportamento mostrar o que o aluno está buscando e então aplique a intervenção apropriada.

Gostaria que você compartilhasse nos comentários abaixo a aplicação destas intervenções e que também relatasse que outras intervenções você já faz uso e que estão trazendo bons resultados para a sua sala de aula!

 ==================================================

Gestão da Sala de Aula

planejamento escolar

Confira Também:
Espalhe por ai!
Gostou? Então comenta!