Alunos Retidos

Alunos RetidosALUNOS RETIDOS

 

Chega o fim do ano e com ele as provas do 4º. e último bimestre. Para muitos Professores e Coordenadores este é um período muito delicado e cheio de angústia, pois a eles caberão a difícil tarefa de informar aos Pais a reprovação de alguns alunos.

As Reuniões de Pais para a apresentação   da nota  final são sempre carregadas de muita tensão e bate boca, pois neste momento os Pais querem saber porque o Professor reprovou o aluno, porque o Professor deu nota  vermelha.

Geralmente estas colocações são feitas por aqueles Pais que raramente ou quase nunca compareceram as Reuniões durante o ano letivo, que nunca procuraram saber do desenvolvimento escolar do filho, e que muito menos se preocuparam em  tomar ou acatar as  providências que foram  solicitadas.

No  outro lado tem também o aluno, que por si só é um caso a parte, pois são vários os fatores que podem contribuir ou até mesmo  ocasionar a reprovação do aluno.

Em alguns Estados temos a aprovação automática, pois  não importa o nível de aprendizado do aluno ele será aprovado. Nas Escolas particulares, os Pais querem que os filhos sejam aprovados de qualquer jeito, pois estão pagando e não querem perder o investimento de um ano inteiro, por esta razão acham que a Escola deve dar conta de garantir a aprovação.

Tanto em Escolas Particulares quanto em Escolas Públicas, há sempre aqueles  Pais que não admitem que o filho reprove.  Esses são os Pais que entram com recursos, vão até a Diretoria de Ensino, Secretaria de Educação, abrem processo para que o filho seja aprovado de qualquer maneira, nem que para isso tenham que execrar o Professor da face da terra.

Os Pais, bem como os Professores, devem analisar e avaliar qual foi o papel de cada um neste processo. A reprovação não acontece no 1º. Bimestre, porém ela dá indícios claros de que algo não vai bem.  A família está acompanhando ? o aluno está dedicando-se? o Professor e Gestor estão gerenciando de modo efetivo o processo de ensino e aprendizagem ? existem  outros fatores que estão atrapalhando o bom andamento deste processo ?

Em alguns casos a “ indisciplina” de determinados alunos mascaram o problema real. Será que esse aluno apresenta necessidade especial? Será que tem TDAH ? será que apresenta problemas no processamento auditivo ?

Em São Paulo, temos a  Deliberação CEE 11/96 que garante aos Pais o direito , em caso de reprovação do filho, de recorrer do resultado. Na maioria das vezes os Pais conseguem anular a reprovação, já que muitos Professores não conseguem justificar os motivos e nem mesmo as intervenções aplicadas durante o processo.

Por todas estas razões é de extrema importância o Gerenciamento Pedagógico de todo o processo de ensino e aprendizagem, Professores e Gestores devem monitorar de perto, aluno por aluno durante todo o ano, provendo o ambiente, materiais, recursos, estratégias e intervenções necessárias para que as metas sejam atingidas e ocorra o aprendizado, bem como realizar o registro contínuo  de tudo e   notificar à Família. Transparência e organização é primordial.

Sabemos que quando a reprovação ocorre é responsabilidade de todos os envolvidos no processo: Pais, alunos, Professores, Gestores.  Infelizmente, nesta hora para os Pais só interessa colocar a culpa em alguém,  e esse alguém nunca é ele ou o filho.  E você o que acha ?

Roseli Brito

Pedagoga – Psicopedagoga
==============================================================
Quer acabar com a indisciplina dos alunos  ?

Receba por email o Mini Curso de   Gerenciamento da Sala de Aula

Acesse: http://www.sosprofessor.com.br

===============================================================
Gestão da Sala de Aula

Confira Também:
Espalhe por ai!
Gostou? Então comenta!