Conselho de Classe – Parte I

Conselho de ClasseComo é o Conselho de Classe na sua Escola?
Como esse momento é utilizado?
 Para “ malhar o Judas ?”
Apontar culpados ?
 Traçar metas?
 Criar intervenções ?
 Levantar estratégias para correção de rumos ?
Ou simplesmente ” bater o martelo” e  definir situações ?
No filme francês Entre os Muros da Escola, há um momento onde ocorre um Conselho de Classe no qual participam duas alunas representantes de turma.
Assista ao vídeo abaixo e comente . Como é na  sua Escola ?
 No próximo artigo abordarei  como é e como deve ser um Conselho de Classe.
planejamento escolar

Roseli Brito: Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional, Neuroeducadora e Coach.

109 Comentários

  • mediane

    acredito que quem deveria então participar do conselho de classe são os pais, pois os mesmos teriam derepente sugestões para auxiliar seus filhos e não os alunos assim como nop filme o desinteresse permanece e ainda serve de piada para eles, se não sabe se conportar numa reunião de tomada de decisões em que pode contribuir com a sala nas possíveis mudanças.

  • Katia Machao Botelho

    Do Conselho de Classe, não tomam parte alunos, apenas professores, coordenadores, orientadores e direção. Felizmente, não há aqueles textos – o chatíssimo “momento pedagogo perfeição” – sobre os quais temos de refletir. Começamos por discutir sobre o desempenho e apreensão de conteúdo, primeiro por turma, depois por aluno. O incrível é que sempre discutimos sobre os mesmos alunos e problemas, o que significa a ineficiência do Conselho da escola em que trbalho. Além disso, temos o “momento responsabilidade”, no qual os professores são responsabilizados por todos os desintresses e fracassos da turma. Mas também é o momento em que se evidencia a fragilidade do papel do professor e do próprio professor. O que somos nós, afinal? O que é ensinar? Minha impressão é de que brincamos de ensinar (?) – é a questão de o professor ser o mediador? – enquanto os alunos brincam de aprender. E por aí seguimos…

  • Helenilde

    Gostaria de perguntar para a psicopedagoga Roselí, se existe alguma lei que define um Conselho de classe, e onde encontrá-la.

  • Rosângela de Oliveira Silva

    Achei bastante interessante o filme. Como já foi dito nos comentários acima o filme relata igualzinho o que acontece na maioria dos Conselhos de classe, apesar de que o modelo de conselho de classe apresentado no vídeo é simplesmente deplorável onde percebemos que os participantes rotulam os alunos,sem ao menos chegarem a um consenso sobre os mesmos. E as metas a serem alcançadas? O que o professor fez de fato para efetivá-las? O aluno não pode não produzir nada em sala. isso não é verdade pois algo ele aprende. A pergunta é: o que está sendo ensinado e a forma de ensinar é do interesse dele, ou este fator não está sendo considerado como deveria? E o que poderia ser feito pelo professor para melhorar o aprendizado? Onde estão as possíveis intervenções pedagógicas para solucionar os problemas?Quanto ao conselho esclar realizado bimestralmente na escola onde atuo, discutimos sobre notas, faltas e o que fazer para reverter a situação, mas não e tão diferente do que acontece no filme. Acredito que deva haver uma mudança urgente nesse sentido e espero orientações e sugestões do SOS professor, bem como de materiais (fichas) a serm utilizados antes, durante e pós a realização dos conselhos.

  • Joselice Bastos

    Este modelo de conselho de classe apresentado no vídeo é simplesmente deplorável. Resolvem tudo com um simples carimbo rotulando os alunos, sem ao menos chegarem a um consenso sobre os mesmos. E as metas a serem alcançadas? O que o professor fez de fato para efetivá-las? O aluno não pode não produzir nada em sala. isso não é verdade.Algo ele aprende. A pergunta é: o que está sendo ensinado e a forma de ensinar é do interesse dele, ou este fator não está sendo considerado como deveria? E o que poderia ser feito pelo professor para melhorar o aprendizado? Onde estão as possíveis intervenções pedagógicas para solucionar os problemas?

  • Lúcia Costa

    Achei bastante interessante o filme. Como já foi dito nos comentários acima o filme relata igualzinho o que acontece na maioria dos Conselhos de classe. A culpa na maioria das vezes é dada sempre ao aluno e não se pensa em criar estratégias e procedimentos para mudar a situação. O que achei bastante interessante foi a presença de um representante do alunado. Vou levar esta sugestão para os próximos Conselhos.

  • Ana Cristina Duarte Dias

    Achei bastante interessante o filme. Como já foi dito nos comentários acima o filme relata igualzinho o que acontece na maioria dos Conselhos de classe. A culpa na maioria das vezes é dada sempre ao aluno e não se pensa em criar estratégias e procedimentos para mudar a situação. O que achei bastante interessante foi a presença de um representante do alunado. Vou levar esta sugestão para os próximos Conselhos.

  • Nadir

    Em nossa escola não temos alunos presentes no conselho,este ano pois estamos em reforma. Já tivemos e os alunos foram orientados sobre as regras, que acredito tenha faltado no filme.
    Quanto ao conselho discutimos sobre as notas, faltas e o que fazer para reverter a situação. Como melhorar a aprendizagem deles, mas não e tão diferente do que acontece no filme.

  • ROSINEA

    O CONSELHO DE CLASSE NA INSTITUIÇÃO QUE TRABALHO É BASTANTE REFLEXIVO,PARTILHAMOS OS PONTOS FRACOS E OS FORTES DO ENSINO APRENDIZAGEM E DA DISCIPLINA E INDISCIPLINA DOS ALUNOS.

Deixe seu comentário aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *