Relacionamento Professor e Aluno

Como lidar com o aluno tímido

Como lidar com o aluno tímido

A criança tímida pode ser tudo, menos um problema de indisciplina. Na verdade, ela é exatamente o oposto. Enquanto muitos de seus colegas trabalham duro para conseguir atenção, às vezes de forma turbulenta, a criança tímida batalha igualmente, no sentido de evitar o tumulto ou a bagunça. Temerosos de chamar a atenção para si mesmas, elas preferem se misturar com o grupo.

Mais espectador que participante, ela tende a sair de cena ao invés de encarar um confronto. Uma criança tímida pode ser mal interpretada pelos colegas, que geralmente a vê como hostil e conclui que ela não quer brincar ou relacionar-se com eles.

Na realidade, a criança tímida geralmente quer se envolver com seus colegas, mas não sabe como começar ou manter uma conversação.

Os professores também podem interpretar mal a criança tímida, confundindo sua relutância em interagir com o grupo como uma escolha. Os professores podem concluir que uma criança tímida é academicamente lenta, ou ainda que, por serem bem comportadas precisam de pouca atenção.

Embora seja verdade que uma criança tímida, muitas vezes seja um aluno aplicado, esta criança ou jovem frequentemente precisa de atenção do professor para estimulá-la e dar-lhe a confiança para amadurecer em seus relacionamentos.

O fato é que muitas vezes apenas nos concentramos naqueles que nos dão trabalho e trazem problemas, e negligenciamos os demais que estão quietinhos, sem darmos conta de que esses alunos estão enfrentando sérios problemas ligados a relacionamento e auto estima.

O que o Professor pode fazer:

Colocar o aluno tímido perto da mesa do Professor, pois isso permitirá que o aluno possa falar com mais facilidade sem preocupar-se com os demais colegas que estão atrás dele.

Coloque o aluno tímido ao lado de outro colega tímido, pois facilitará a ambos iniciar uma amizade e a interação.

Estabeleça constante contato com o aluno tímido. Quanto mais você for bem sucedido no desenvolvimento de uma relação de confiança com o aluno mais provável será que ele desenvolva a confiança necessária para relacionar-se com os seus pares. Tente encontrar tempo para fazer algumas atividades que a criança goste.

Fale reservadamente com o aluno tímido. Crianças tímidas precisam de prática em conversar com as pessoas. Mesmo pequenas conversas semanais acerca dos seus interesses os auxiliam a desenvolver habilidades sociais em uma zona de conforto segura.

Ensine sobre interação social. O ponto fraco das crianças tímidas é justamente a péssima interação social. Eles não sabem o que dizer, como se aproximar, como devem se portar, sobre o que e como devem falar sem parecerem ridículos . Assim, é preciso que eles sejam ensinados a praticarem pequenos gestos que os ajudem a desinibir e fazê-los sentirem-se seguros na presença de outras pessoas tais como: olhe sempre para o rosto da pessoa que estiver conversando, sempre sorria, ofereça ajuda, agradeça, faça elogios, não tema aproximar-se.

Fazendo Amigos. A falta de traquejo social faz com que os alunos tímidos tenham poucos ou nenhum amigo, por esta razão estão sempre isolados e são sempre vistos sozinhos. Esses alunos querem se envolver com os demais colegas, mas preferem isolar-se e preservarem-se de serem ridicularizadas pois assim é menos doloroso.

Se você tem alunos nesta condição está na hora de começar a dar uma mãozinha e promover a interação entre os alunos para que as famosas “ panelinhas” sejam quebradas e todos tenham chances iguais de se conhecerem e se relacionarem. Organize os grupos de forma que esses alunos possam interagir com outros colegas que tenham os mesmos interesses. Agrupe pares, com um aluno tímido e um mais descolado para desenvolver atividades mais divertidas, assim o tímido tem a chance de ser auxiliado pelo parceiro e vice versa. Atividades assim reforçam a cumplicidade e companheirismo.

Dando um empurrão extra. É fato que crescemos quando somos desafiados a sair da nossa zona de conforto. Assim, será necessário uma vez ou outra, submeter esses alunos a situações com certo limite de desconforto e ansiedade. Alunos tímidos não gostam de realizar apresentações em público porque não se sentem confortáveis em falar para uma platéia, no entanto depois que você tiver desenvolvido todas as dicas acima, é o momento de começar a propor desafios deste tipo. Afinal, o propósito é ajudar essas crianças a superarem a barreira do medo e da insegurança.

Quando os Amigos isolam o colega que é tímido:
Todas as crianças precisam de uma conexão com seus pares. Para aqueles que estão à margem da sociedade, a escola traz amargas lembranças de um período em que foram rejeitados e sofreram isolamento social .

Você já teve dificuldade em encontrar um parceiro para um trabalho em grupo? Nunca era escolhido para uma brincadeira ou um jogo? Tinha apenas alguns poucos colegas para brincar no intervalo? Costumava tomar o lanche sozinho ?

Além do efeito que tal isolamento tem sobre a auto-estima da criança, ele também pode ter um impacto significativo sobre a sua adaptação escolar.

A criança que fica isolada tem negada, não apenas, as oportunidades de aprender as habilidades necessárias para desenvolver e manter amizades, bem como, tem o seu desempenho escolar afetado, já que sua saúde emocional fica comprometida. Não é de surpreender que as crianças que se sentem isoladas de seus pares tendem a ter cada vez mais problemas sociais e acadêmicos à medida que envelhecem.

O que o Professor pode fazer:

Procure saber porque a criança está isolada. Encontre tempo para observar o aluno em diferentes contextos, como no horário do lanche, na entrada, na saída, na quadra, no pátio, corredores, etc. Converse com os pais da criança e professores do ano anterior. A informação que você recebe pode ajudá-lo a determinar se as dificuldades do aluno estão relacionadas a questões de timidez, prepotência, agressividade, aparência, higiene. Você não faz idéia de como as crianças e jovens podem ser cruéis e isolar um colega por motivos banais e até mesmo inexplicáveis.

Crie intervenções junto aos Colegas.
o Ofereça atividades para integração de todos os alunos
o Crie projetos onde seja trabalhado a cooperação
o Levante os pontos fortes, talentos e habilidades de todos os alunos e faça-os compartilhar, assim todos verão uns aos outros sob outra perspectiva

Crie intervenções junto ao Aluno.
o Converse com o aluno e ofereça ajuda
o Peça para o aluno listar os pontos fortes
o Listar as situações em que utilizou os pontos fortes
o Peça para o aluno listar os pontos fracos
o Peça para o aluno listar os problemas que está enfrentando devido a isso
o Peça para o aluno listar que tipo de ajuda gostaria de receber
o Dê orientações, dicas, sugestões

Crie intervenções junto aos Pais. Encoraje os pais dos alunos tímidos para estimular e ajudar a nutrir os relacionamentos do filho com os colegas. Você pode sugerir aos pais que abram o lar para receber os colegas do filho. Dê-lhes idéias de como estruturar essas visitas, inclusive convidando apenas uma criança de cada vez e proporcionando uma atividade atraente para a primeira visita. Exemplo: Passar um final de semana, ir assistir um vídeo (sessão Pipoca), Fazer uma Noite do Pijama (para as meninas). Depois essas visitas podem serem transformadas em Passeios, Festas, Viagens.

Alunos quietinhos não dão problemas, então porque ater-se tanto a eles? Por não causarem transtornos, ou nunca estarem envolvidos em questões de indisciplina esses alunos são comumente invisíveis aos nossos olhos, mas são esses alunos que tornam-se desajustados socialmente.

Alerto que estas situações de isolamento levam várias crianças e jovens a desgostarem de si mesmas ou da vida, encaminhando-as a praticarem a auto mutilação e até mesmo a cometerem o suicídio. Por isso fique atenta aos sinais de ferimentos nos braços, pulsos e pescoço.

Por isso, na próxima vez que você ver um aluno quietinho em um canto, sozinho, afastado dos demais, lembre-se ele não dá trabalho na sala de aula, mas ele precisa que alguém se dê ao trabalho de importar-se com ele.

 

Gestão da Sala de Aula

planejamento escolar

Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional, Neuroeducadora, Coach Co-autora do livro Filhos o que Fazer com Eles-Sugestões para acertar sempre Autora dos Ebooks: "Os 12 Erros que os Pais Cometem", " Como ser Pai" Criadora do blog: SOS Professor : que oferece orientações para Educadores e Gestores sobre Indisciplina Escolar, Novas Práticas de Ensino e Estratégias para Gestão Escolar. Criadora do Blog: www.comoeducarosfilhos.com.br que oferece orientações para Pais melhor conduzirem a educação dos filhos.

42 Comentários

  • Ana de Araujo Lima

    Quero agradecer-lhe os artigos que tenho recebido de vocês,todos eles tem aperfeiçoado o meu fazer pedagógico, não que eu não soubesse de certos ítens, mas sempre é muito bom sabermos que estamos no trilho certo. A pior coisa é você almejar o melhor para os seus alunos e muitas vezes certos pais por não entender a dinâmica pedagógica deturpam as suas atribuíções em relação, à seus filhos. Mas até aí procuramos entendê-los afinal a maioria não entendem o que se passa numa sala de aula, o duro é quando você depara com instituíção retrógada onde o mais importante é o conteúdo a ser ministrado, pois devemos esgotar o livro didático até o final do ano, isso é terrível, isso não dá espaço de construção do conhecimento e o letramento, fico frustrada. Um abraço. Ana Lima.

  • Israel Batista

    A maneira que eu lido com esse tipo de aluno é sempre encorajando-os usando sempre as brincadeiras.Como trabalho com adolescentes sempre estou me referindo com os temas de: namoro, família, trabalho,amor a si próprio. Tem dado ótimos resultados.
    Alguns deles acabam tendo a mim como um ponto de referência para tomarem qualquer atitudes e estou sempre incentivando-os a confiar em si mesmos.

  • normacida

    boa dica pois às vezes fico sem saber agir com alunos com esse tipo de comportamento. a partir de agora vou continuar agindo assim espero que de certo.

  • Miramar Rodrigues Souza Oliveira

    Achei excelente esta reportagem. Sou professora do 1º Ano e tenho uma aluna que tem a maior dificuldade em participar das aulas .

  • Miramar Rodrigues Souza Oliveira

    Achei excelente esta reportagem. Sou professora do 1º Ano e tenho uma aluna que tem a maior dificuldade em participar das aulas .

  • Miramar Rodrigues Souza Oliveira

    Achei excelente esta reportagem. Sou professora do 1º Ano e tenho uma aluna que tem a maior dificuldade em participar das aulas .

  • Miramar Rodrigues Souza Oliveira

    Achei excelente esta reportagem. Sou professora do 1º Ano e tenho uma aluna que tem a maior dificuldade em participar das aulas .

  • jaciara santana

    Adorei o texto pois contribuiu para melhorar a timidez dos meus alunos.existe uma aluna na minha escola que todos os alunos isola,por motivo do odor forte que ela apresenta.O que eu posoo fazer pra melhorar isso?

  • teresinha Pernambuco de Oliveira

    achei o maximo essa abordagem sobre aluno timido, pois sou diretora de uma escola e vejo o drama que algumas crianças tem em se relacionar com outras crianças ou ate mesmo comos professores por causa de timidez

  • Regina Lúcia

    Adorei o tema pois na escola que dirijo temos alguns alunos tão timído que nem mesmo vai a fila pegar a merenda vou ler bastante este assunto para tentar ajuda-lo a se inteirar com os demais colegas

  • Maria Eneuma Gomes de Freitas

    Gosto das informações que vocês nos passam. Entender um aluno tímido é tão complicado quanto aquele bagunceiro e cheio de barulhos para chamar a atenção.
    Esse é mais um texto a ser trabalhado com os colegas na escola.
    Obrigada pelas dicas maravilhosas.
    Carinhosamente,
    Maria Eneuma

  • Cida

    Parabéns pelo texto. Gostei muito, pois estou presenciando esta situação com um aluno timido em minha sala de aula e tenho procurado ajudá-lo. As dicas me ajudaram a ampliar as minha atitudes para ajudá-lo mais.
    Obrigada…

  • Cida

    Adorei o texto. No momento estou vivendo esta situação com um aluno muito timido na minha sala de aula. E o texto me ajudou muito a ajudar o meu aluno. Obrigada pelas dicas.

  • Lúcia Costa

    Eu enquanto aluna sofri muito com a timidez, às vezes, tinha vontade de questionar mas esperava que algum colega perguntasse e ouviria atenta a explicação do professor…se não houvesse perguntas acabava indo com dúvidas para casa. Hoje como Professora já quase no fim da carreira (23 anos de Magistério) estou sempre atenta aos alunos timidos. O tema abordado é muito interessante e de grande importância para nós educadores.
    Obrigada pelas dicas.

  • Sônia

    O tema abordado serve para que de fato tenhamos um olhar mais atento a esses alunos, pois os mais agitado tira a atenção destes alunos e eles acabam ficando a parte.São observados , porém ficam a margem muitas das vezes por falta de iniciativa deles.O importante é aproveitar as dicas e por em prática o olhar e a ajuda necessária.

  • iracema andrade

    Realmente, devemos observamos mais este tipo de alunado.
    Parabéns.

  • ALCIDES

    As vezes o professor vê o aluno apenas como aluno, e deveria enxerga-lo como ser humano…cada aluno é unico, com suas qualidades e dificuldades, ensinamos mas tambem aprendemos com cada um deles, não devemos generalizar.

  • Ana Wilma

    Ana Wilma Ceará-Mirim RN
    JUNHO 2012
    Gostei muito do tema e das dicas. Pois, na mairia das vezes nós professores nao sabemos como lidar com essa situação.

  • Zenaide N. Brito Ribeiro

    Muito interessantea timide e de grande importância para nós educadores, sabermos reconhecer e trabalharmos de forma diferenciada com o aluno tímido.

  • Ivani Melfi

    Observo meus alunos. Mas nem sempre é simples assim. Há pais que não aceitam que os filhos frequentem as casas dos amigos e vice-versa, não aceitam que recebam amigos. A falta de confiança que há numa comunidade passa para as famílias. Um grande dificuldade hoje em dia, é pedir trabalho em grupo que exija envolvimento dos alunos fora da escola (sempre alegam que os pais não deixam eles irem na casa dos amigos ou que recebam amigos em casa. Tenho alunos tímidos, procuro conversar com eles, mas percebo que trazem grande receio de envolver-se com pessoas de má índole. Os pais, ou não vêm às reuniões, ou quando vêm, preferem que o filho seja “obediente” e não “igual” aos outros.

  • Flvia Kokuszka

    Muito útil toda a dica recebida.
    Precisamos prestar mais atenção aos alunos tímidos.
    Grata
    Flavia

  • aloana

    Muito bom este tema, sempre temos em nossas alunos timidos e em algum momento é dificil trabalhar com esses alunos essas, dicas são boas aplicarei com minha tuma.

  • ivonides barp

    adorei,nossa até parece q estava vendo alguns alunos das minhas salas, com certeza serei outra a partir de hoje, perante esses alunos, valeu

  • tania silva

    ADOREI ESSA DICA. REALMENTE NA MAIORIA DAS VEZES NÓS PROFESSORES NÃO DAMOS A ATENÇÃO DESEJADA PARA ESSES ALUNOS .
    BJS. TANIA

  • Betânia barbosa

    Gostei muito do tema,pois assim abre um novo olhar para o nosso aluno que é considerado o exemplo de aluno e que precisa mais ainda da nossa atenção.

  • Jecivaldo

    gostei muito do tema em estudo é bastante interessante, pois cotidianamente lidamos com pessoas timidas e as vezes nao sabemos como intervir nesta situação.

    Parabens

  • carla

    tenho lido toodos os temas do sos.professores, onde estes oferecem várias dicas interessantes para serem colocadas em prática no nosso dia a dia. Parabéns pelos ricos textos informativos.

  • angela souza

    gostei, muito rica essas dicas, vou coloca-las em prática.obg

  • Cris

    Gostei muito do tema. Sempre fui uma aluna tímida e sei bem o que é desejar ser reconhecida e ninguém perceber. Porque o tímido ele não expoe publicamente o que ele deseja, ele fala com o olhar e este olhar não é visto porque ele não da trabalho, não chama atenção.
    Hoje sou professora e dou muita atenção aos meus alunos que são tímidos, pois sei na pele o quanto é díficil para o aluno tímido demonstrar suas habilidades.
    Fica um alerta aqui para todos(as) professores(as): NÃO IGNOREM SEUS(SUAS) ALUNOS(AS) TÍMIDOS(AS).

  • Maria das Graças Bosi Mandacaru

    Adorei o tema, tinha muita dificuldade com os alunos tímidos, agora sei como trabalhar, obrigada a ideia.

  • Aldacira Moraes de Souza

    Particularmente sou muito observadora, procuro olhar meus alunos de frente, nos olhos, por isso sempre que algum deles demonstra algo diferente, procuro me aproximar e ver no que posso ajudar, normalmente temos sucesso. Quanto à timidez, eu, como professora de HISTÓRIA, procuro sempre observar esta particularidade, colocando-(o/os)com outros num grau do mais tímidos a menos tímidos, em grupos. No inicio se recusam a falar para os outros mas o próprio grupo acaba incentivando-o e, no final de dois ou três trabalhos já começam a se soltar. Isto é muito gratificante pois este ser, ao conseguir quebrar esta barreira, será livre para o resto de sua vida. Este tema foi muito bom, pois encontramos ainda muitos jovens tímidos, retraídos.

  • Tina

    Tenho lido varios temas do sos.professores e cada vez me surpreendo mais.Parabens e continue com temas maravilhosos como esse.

  • Biana

    A partir dessa reflexão,podemos ratificar o importante e fundamental papel do professor. Mediante a uma atitude assertiva o professor pode transformar a vida de um aluno.
    Parabéns pela abordagem!

  • Cida

    Parabéns, adorei o tema.Tenho um aluno tímido estarei trabalhando com ele no sentido de estimular o relacionamento deste com seus colegas.
    Obrigada também, por todas as outras dicas enviadas, foram muito úteis.

  • Marilsa B. Lovatto

    Você tem toda razão: o aluno tímido, por não dar trabalho, fica sempre esquecido. É muito bom que nos lembrem/alertem sobre isso!

  • Edilaine

    Tenho 3 alunos assim e sinto pena deles…adorei as dicas e vou praticá-las. Ainda hoje uma aluna não quis dançar com um dos meninos tímidos pois disse que ele era “mudo”…morri de dó mas não soube o que fazer.

  • ISAC BRITO

    amei o tema.
    e é de grande relevancia na aprendizagem e interação entre professor e aluno.

  • Karina

    Achei ótimo o artigo pois muitas vezes o professor, no meio de tantas atividades, não observa o aluno tímido, que passa desapercebido, e precisa de atenção.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *